quinta-feira, 23 de março de 2017

Minha opinião sobre a reforma na educação e a histeria na internet.


         Hoje o Brasil possui um índice PISA[1] abaixo de países como Costa Rica, Cazaquistão, Grécia, Lituânia e Vietnã, países com um PIB per capta e capacidade de investimento muito abaixo do nosso[2].
          Na última avaliação, em 2015, o Brasil alcançou em ciências 401 pontos, em leitura 407 pontos e em matemática 377 pontos, sendo a média mundial de 493 pontos em ciências e leitura e 490 em matemática[3].
       Se não bastassem esses dados para nos envergonhar a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, responsável pelo PISA, aponta que 56,6% dos alunos brasileiros estão abaixo da nota mínima em ciências, 50,99% estão abaixo do mínimo em leitura e o absurdo de 70,25% dos alunos brasileiros abaixo da nota mínima em matemática¸ ou seja, vivemos em um país de analfabetos, não por falta de escolas, pois segundo o Ministério da Educação temos 93,6% das crianças e jovens de 4 a 17 anos na escola, mas sim por má qualidade da educação.
           Apesar de colecionarmos números vergonhosos na qualidade do ensino presenciamos invasões nas escolas, protestos e depredação contra a reforma do ensino anunciado pelo governo em 2016.
           O que vi durante todo o protesto contra a reforma na educação foi uma enxurrada de textos prontos, estatísticas sem fonte e memes sendo repetidos nas redes sociais.
Diante de tanta histeria e após ler o projeto de lei fui conversar via internet e pessoalmente com algumas pessoas sobre o assunto e ao questionar sobre a realidade educacional do Brasil e o que o projeto de lei tratava recebia respostas prontas ou xingamentos, resultado da desinformação.
O projeto de reforma do ensino médio prevê aumento da carga horária de ensino e a modernização na estrutura educacional, mas as pessoas querem permanecer presas ao modelo do século XIX, criando gerações de analfabetas funcionais.
O projeto de lei não é perfeito, mas ao invés das pessoas tratarem o tema com a relevância que merece preferem transformar o assunto em uma guerra de memes e xingamentos sem sentido.
Qual o resultado de tudo isso? Nenhum! O projeto de lei foi aprovado sem qualquer contribuição da sociedade.


[1] Programa Internacional de Avaliação de Alunos em inglês Programme for International Student Assessment – PISA. Trata-se de uma rede mundial de avaliação de desempenho escolar, realizado pela primeira vez no ano 2000 e repetido a cada três anos. O programa é coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. http://www.oecd.org/
[2] Um exemplo da diferença econômica é o PIB per capta do Vietnã de USD 1.684,87 (2015) comparado com PIB per capita do Brasil que é de USD 11.159,25 (2015). Fonte: http://pt.tradingeconomics.com/
[3] http://www.oecd.org/pisa/PISA-2015-Brazil-PRT.pdf

Nenhum comentário: